sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

A gente colhe o que planta

Eu acredito sim, que a gente colhe o que planta e ninguém esta livre disto, todos nós passaremos pela terra que cuidamos do nosso jeito e colheremos aqueles frutos gerados pelas nossas ações, sejam elas boas ou ruins, eu só não entendo o porque muitas pessoas ainda insistem em plantar o mal, eu só não compreendo como muitos corações por ai ainda se dedicam a ruindade, a frieza, ao desencontro, ao desamor, a impiedade. Bom seria se não fosse assim, mas quando não regamos a nossa semente com amor, é com a dor que a gente colhe, é com as perdas que a gente amadurece, é com os distanciamentos que a gente reconhece o quanto o outro era importante na vida da gente, ou o quanto valeria a pena lutar por um sonho honestamente, sem jogar areia nos projetos de ninguém. Eu só sinto muito em dizer que o tempo de Deus chega, que o mundo da voltas, e que o preço a gente paga pela maldade que a gente compra... Pra isto não há pressa, há apenas o tempo certo.
                                                            Cecilia Sfalsin

2 comentários:

  1. O tempo passa.mas não podemos esquecer que o amanhã poderá não mais acontecer e o importante é sempre fazer o melhor para o outro sem aguardar recompensas!

    ResponderEliminar
  2. O tempo passa.mas não podemos esquecer que o amanhã poderá não mais acontecer e o importante é sempre fazer o melhor para o outro sem aguardar recompensas!

    ResponderEliminar